Crítica | The Post: A Guerra Secreta

100816446-1d2fab70-b3f4-4eb8-941e-ba3328c48335
Imagem divulgação – The Post: A Guerra Secreta

The Post: A Guerra Secreta concorre na categoria de melhor filme no Oscar 2018 e isto não é nenhuma surpresa. Quando anunciado, a indicação já era certa, afinal de contas, o filme possui direção de Steven Spielberg, é protagonizado por Meryl Streep e Tom Hanks, o roteiro é de Josh Singer e Liz Hannah, o primeiro vencedor do Oscar por Spotlight: Segredos Revelados, a segunda é iniciante, mas de talento evidente e, para finalizar a lista de motivos, é um filme político nacionalista estadunidense. Algo com essas características e dessa magnitude não tinha como dar errado.

O filme conta a história do então jornal de pequeno porte Washington Post que, no início dos anos setenta, recebe um estudo detalhado sobre a participação dos Estados Unidos na guerra do Vietnã. À época o Presidente Nixon tentou impedir a todo custo a publicação dos documentos secretos. Dito isto, The Post é, acima de tudo, um poderoso manifesto sobre a liberdade de imprensa, em um momento onde o presidente de um dos mais poderosos países do mundo é uma piada, tenta de diversas maneiras desacreditar o jornalismo e lança, ele mesmo, fake news.

Portanto, a importância do longa de Spielberg, para além da sua qualidade técnica, é política. Em diálogos poderosos, os personagens Kat Graham (Meryl Streep) e Ben Bradlee (Tom Hanks) evocam questões que assombram o jornalismo dito imparcial. Até onde vai o humano e onde começa o jornalista?

O roteiro é muito bem construído e Spielberg sabe manter o controle da situação. Em um ritmo constante, os personagens não possuem um segundo de paz, mas a tensão que se alastra do início ao fim em cena, não consegue alcançar o público com a mesma voracidade, isso ocorre pelo excesso de didatismo em cada cena. Ao passo que o longa acerta ao não forçar nos termos jornalísticos e esperar que o público consiga acompanhar o clima de uma redação, ele erra ao explicar o básico. Nesse ponto, a salvação está na fotografia, que ao caminhar em planos longos criando uma espécie de suspense e detalhando cada fala com um close-up, gera uma atmosfera onde toda fala se torna imperativa, mesmo que resulte em uma explicação já realizada.

The-Post-film-850x455
Imagem divulgação – The Post: A Guerra Secreta

Os personagens de Streep e Hanks representam uma espécie de dualidade humana onde nenhum dos dois representa algo ruim. Kat Graham é a responsabilidade, o cuidado, a resistência, enquanto Bradlee assume o lado da voracidade, força e ambição. A junção dessas duas personalidades criam o ambiente característico das produções de Spielberg que acaba gerando um elo com o público, uma conversa direta que, mesmo com o didatismo, nos faz torcer a favor deles. Ao colocar o presidente Nixon sempre de costas e distante, o diretor quebra o seu próprio imaginário nacionalista e coloca as cartas na mesa: os Estados Unidos da América errou e errou muito.

Mas se vamos falar de relação com o público, Meryl Streep é a força que move o longa. Indicada pela vigésima primeira vez ao Oscar de melhor atriz, ela não entrega nem metade daquilo que é capaz, mas ainda assim cativa de uma maneira brilhante. Em momentos onde Streep está em cena, sabemos que o brilhantismo vem muito mais dela do que das câmeras de Spielberg, fato que se reflete nas indicações ao Oscar.

Realizado às pressas em resposta a um tema tão urgente e a um governo irresponsável, The Post: A Guerra Secreta é realmente um bom filme, merece a sua indicação ao Oscar, mas sequer chega perto dos melhores filmes do diretor e também de seu elenco principal. O melhor dele está, como já dito, em sua temática e importância política. Um drama sério e necessário que recebe a visibilidade que merece.

FICHA TÉCNICA:

  • Título: The Post: A Guerra Secreta
  • Diretor: Steven Spielberg
  • Roteiro: Liz Hannah, John Singer
  • Elenco: Meryl Streep, Tom Hanks, Sarah Paulson, Bob Odenkirk, Bruce Greenwood, Michael Stuhlbarg, Bradley Whitford, Jesse Plemons, Tracy Letts, Alison Brie

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.