IMDb: Os Melhores Filmes da América Latina 

No ar desde os anos 90, o Internet Movie Database, mais conhecido como IMDb, é o maior site com informações sobre filmes e séries do mundo, contando com mais de 100 milhões de usuários, funcionando como uma grande fonte de pesquisa e avaliação de obras cinematográficas.

Portando todo esse conteúdo, o site criou uma lista com o melhor filme de cada um dos países da América Latina, e a gente conta para você um pouco mais sobre cada um deles.

México: Amores Perros (Amores Brutos)

Amores Perros, lançado no ano 2000, é o primeiro longa-metragem do diretor Alejandro González Iñárritu e foi indicado ao Oscar  na categoria melhor filme estrangeiro em 2001, além de estar na lista do The New York Times como um dos melhores filmes do mundo.

A trama traz a história de três personagens que se cruzam a partir de um acidente de carro. Outros dois filmes do mesmo diretor se conectam através dos mesmos acontecimentos: 21 gramas e Babel.

Honduras: Amor y frijoles

A comédia lançada em 2009, traz em seu enredo uma mulher que, desconfiada de seu marido, resolve investigá-lo para saber a verdade.

O filme foi produzido através da Secretaria de Cultura do país, com a direção de Mathew Kodath e Hernan Pereira.

Costa Rica: Del Amor y Otros Demonios (Do Amor e Outros Demônios)

Dirigido por Hilda Hidalgo, o filme é baseado na obra literária homônima do escritor Gabriel García Márquez e traz a história de uma jovem que é abandonada após ser mordida por um cachorro com raiva, então, a menina é encontrada por um padre, e a história torna-se um perigoso drama.

O longa lançado em 2009, foi pré-indicado ao Oscar na categoria de melhor filme estrangeiro, mas não chegou a ser escolhido pela academia.

Equador: Ratas, Ratones, Rateros (Ratos, Ratazanas e Ladrões)

O drama lançado em 1999, dirigido por Sebastián Cordero, apresenta a criminalidade em Quito e a perda da infância de um menino em função desse problema tão recorrente em capitais.

O filme ganhou prêmios por todo o mundo e é a maior bilheteria do cinema equatoriano.

Peru: Contracorriente (Contra Corrente)

Em seu filme de estreia, no ano de 2009, Javier Fuentes-León traz ao público a história de um pescador que tem um casamento estável, mas que vive um romance secreto com um outro homem.

O longa esteve presente em diversos festivais, inclusive no Sundance Film Festival, onde foi aclamado pelo público.

Cuba: Memorias del Subdesarrollo (Memórias do Subdesenvolvimento)

Gravado em Havana, esse filme de 1968 retrata uma Cuba logo após a revolução socialista e conta a história de um homem que, enquanto a família decide ir viver em Miami, ele opta por permanecer no pais.

A obra foi dirigida por Tomás Gutiérrez Alea e é baseada no livro homônimo de Edmundo Desnoes que também foi responsável pelo roteiro.

República Dominicana: La Hija Natural

O filme de Letícia Tonos merece um olhar mais do que especial, o motivo? Foi o primeiro filme a ser dirigido por uma mulher no país, isso somente no ano de 2011.

Na trama, uma jovem moça após perder a mãe, encontra-se sozinha no mundo e resolve buscar pelo pai que nunca conheceu.

Porto Rico: Broche de oro 

A comédia de Raúl Marchand Sánchez, lançada no ano de 2012, apresenta três senhores que decidem sair em uma aventura com o neto de um deles e descobrem mais sobre a vida do que imaginavam ser possível nessa idade.

Colombia: María, Llena Eres de Gracia (Maria Cheia de Graça)

O longa-metragem retrata a situação das chamadas “mulas do narcotráfico”, situação muito recorrente para as mulheres colombianas.

A obra dirigida por Joshua Marston, lançada no ano de 2004, rendeu a protagonista Catalina Sandino Moreno o Urso de Ouro e uma indicação ao Oscar.

Venezuela: Hermano

Estreia do no ano de 2010, com exibição no Festival Internacional de Cinema de Moscou, o filme de Marcel Rasquin, Hermano, retrata o cotidiano de dois irmãos através da prática do futebol: um sonha ser profissional, o outro precisa sustentar a família a qualquer preço.

Bolivia: El día que murió el silencio (O Dia em que Morreu o Silêncio)

Dirigido por Paolo Agazzi, conta realmente a história do dia em que o silêncio morreu. A trama do filme se desenrola com a chegada de um empresário em uma cidade e a instalação da primeira rádio local. As impressões e reações são as mais diversas e adversas.

Curiosamente, essa foi a primeira obra a ser gravada com áudio digital no país, já em 1998.

Chile: Machucca (Machuca)

Premiado no Festival de Havana, o longa traz o ano de 1973. Com a saída de Allende e a entrada de Pinochet, o Chile vive momentos difíceis, mas mesmo assim dois meninos conseguem sonhar e esperar por um mundo com menos diferenças.

A direção ficou a cargo de Andrés Wood e chegou aos cinemas no ano de 2004.

Paraguai: Siete cajas (7 Caixas)

Um celular, sete caixas e perigo. Essas três coisas resumem bem o suspense dirigido por  Juan Carlos Maneglia e Tana Schémbori, lançado no ano de 2012.

Uruguai: Whisky

Com a iminente visita de seu irmão, também um grande rival, o dono de uma fábrica de meias, decide pedir para que uma funcionária finja ser sua esposa. Esse é o enredo da obra lançada no ano de 2004, dirigida por Pablo Stoll e Juan Pablo Rebella, homenageado em Cannes e aclamado pelo mundo.

Argentina: El Secreto de Sus Ojos (O Segredo dos Seus Olhos)

Com Ricardo Darín e Soledad Villamil, a obra vencedora do Oscar de melhor filme estrangeiro no ano de 2010, arrebatou a crítica e entrou para o hall dos melhores filmes da história.

Recentemente, o longa Dirigido por Juan José Campanella ganhou um remake nada a sua altura. Secret in Their Eyes demonstra que uma obra tão completa como o filme argentino não pode ser regravada.

A história acompanha Benjamin, oficial de justiça aposentado que decide escrever um livro. Para a história, ele inspira-se em um caso real de estupro ocorrido nos anos 70.

Brasil: Cidade de Deus

Encerrando essa lista, temos o filme de 2002, conhecido e reconhecido internacionalmente, Cidade de Deus.

O longa indicado ao Oscar em quatro categorias, é baseado na obra literária de Paulo Lins e retrata o cotidiano de dois jovens, a vida e a criminalidade em uma favela do Rio de Janeiro.

Fernando Meirelles foi o responsável pela direção desse filme que o destacou para o mundo.

Esses são os filmes listados pelo IMDb, mas a América Latina está cheia de obras fantásticas a serem conhecidas, mas essa lista já é um excelente passo para adentrar esse vasto mundo do cinema latino.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.