Conheça Olívia de Amores, música que prepara um álbum visual repleto de memorias

Olívia de Amores está preparando um álbum visual memorialista, a partir de uma guitarra que mescla ritmos e traz temáticas que refletem a sua juventude em Manaus. Olívia é uma multiartista e, atualmente, grava todos os instrumentos de seu álbum de estreia Não É Doce, assim como dirige a construção das imagens que acompanham cada um das faixas do álbum.

A música ganhou reconhecimento na cena independente amazonense com o trio Anônimos Alhures, com quem tocou e cantou por 10 anos, até decidir se lançar sozinha em um caminho criativo diferente.

“Apesar do reconhecimento como guitarrista, cantora e compositora na cena, eu sabia que havia sentimentos que não podiam ser vivenciados naquele formato e contexto. Eram mais íntimos, mas tão agressivos quanto rock. Só que nem sempre eu achava que era pro palco, e nem sempre podia ser executado num trio”, conta ela.

Olívia está finalizando seu visual álbum que carrega toda a presença de sua voz e guitarra. O disco tem produção musical de Bruno Prestes e masterização do americano Steve Fallone, responsável pelo álbum Room On Fire, do The Strokes. O trabalho é uma grande revisitação à memória da artista.

Veja abaixo o clipe de Post-It, uma das músicas que integra o álbum de Olívia de Amores: